top of page
Buscar

Brasileiro é eleito conselheiro executivo da World Boxing


O boxe brasileiro alcançou um novo patamar internacional através de Marcos Brito, atual presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe), sendo eleito no Conselho Executivo da World Boxing, a nova federação internacional da modalidade.

As votações ocorreram no primeiro congresso da entidade, que aconteceu no último sábado de novembro, dia 25, em Frankfurt, na Alemanha e contou com 26 países membros do World Boxing. Nesta data, foram definidos 11 dos 14 integrantes do Conselho Executivo, juntamente com dois atletas representantes e o secretário-geral. Além de Marcos, outros três dirigentes ocuparão o mesmo cargo no Conselho Executivo: Michael Muller (Alemanha), Victorico Varagas (Filipinas) e Suzanne Karrlander (Suécia) e todos ficarão no cargo por um período de dois anos, exceto o filipino Victorico, que terá um mandato de quatro anos. Já o primeiro presidente eleito foi o holandês Boris van der Vorst, que venceu a norte-americana Elise Seignolle com 63% dos votos.

A World Boxing é uma entidade que foi criada em abril de 2023, com o objetivo de criar um futuro melhor para o esporte e ser uma alternativa para sua manutenção do boxe como esporte olímpico, visando operar de acordo com os mais altos padrões de governança, baseados nos princípios de integridade, honestidade e confiança. E diante da decisão do Comitê Olímpico Internacional de suspender a IBA (Associação Internacional de Boxe), por casos de corrupção na entidade, a WB vem buscando o reconhecimento do COI para aplicar seu trabalho construtivo e colaborativo nas Olimpíadas de Los Angeles-2028 em diante; visto que em Tóquio-2020 e Paris-2024, uma força-tarefa do COI que organizou a modalidade.

O único brasileiro a integrar o primeiro conselho executivo da World Boxing, Marcos Cândido de Brito, é advogado e contribuinte da CBBoxe desde 2011, passando anteriormente pelos cargos de coordenador jurídico, CFO (Cargo de direção financeira), vice-presidente e em 2021 foi eleito presidente da confederação. Desde o início dessa trajetória, Marcos tem feito um ótimo trabalho e em seu atual mandato foi notório a qualidade de sua gestão, comprovado pelos diversos títulos que o boxe brasileiro olímpico conquistou nos últimos anos, como por exemplo, a campanha histórica do boxe brasileiro nos jogos Pan-Americanos 2023, com 9 vagas garantidas nos jogos olímpicos 2024 e um total de 12 medalhas (relembrando que em 2019 foram conquistadas 6 medalhas).

É extremamente importante para o Brasil ter um conselheiro na World Boxing, pois assim o país estará inserido nas decisões estratégicas da modalidade e a intenção de Marcos desde o início de sua gestão foi realmente de deixar um legado que vai além das medalhas olímpicas, fazendo com que o Brasil participe das decisões estratégicas no boxe e, assim, mostrar para o mundo todo que também somos capazes de traçar e cumprir planejamentos. Logo, essa conquista mundial do presidente vai além de uma realização pessoal, mas representa o início de uma nova fase para o Boxe do Brasil.

Brito fez as seguintes considerações: “Essa conquista significa muito para mim. Desde que eu assumi a CBBoxe, minha intenção sempre foi colocar o maior número de brasileiros dentro das comissões em que cada um tem sua especialidade. E assim como eu me candidatei ao conselho, eu também apresentei vários outros brasileiros para a composição do quadro de diferentes comissões, diferentes conselhos. Essa é uma das buscas que eu continuo fazendo, que é ter brasileiros qualificados em suas áreas atuando dentro de suas expertises. No Brasil temos muitos profissionais com capacidade para contribuir para diversas áreas como a área técnica, medicina, antidoping, comunicação, compliance, árbitros e juízes etc. Sempre iremos apresentar excelentes opções de profissionais brasileiros comprometidos com o desenvolvimento de nossa modalidade.

Ter o Brasil atuando nesse momento, em que a World Boxing está se constituindo, é muito importante. Buscaremos as soluções para transmitir para o Comitê Olímpico Internacional que a World Boxing tem condições de atender todas as soluções que eles impõem e exigem para manter o boxe dentro das Olimpíadas. Teremos muito trabalho pela frente, mas será uma grande satisfação poder participar desse movimento todo.”

Vladimir Juliano de Godoi, fundador e coordenador técnico da Liga Sorocaba de Boxe, comentou: “Estrategicamente, o Boxe ganha muito com isso, porque as tomadas de decisões vão ter mais ‘a cara’, um pouco da cultura e condições do Brasil. Então é muito importante que cada vez mais brasileiros ocupem, dentro do cenário internacional, poderes de decisões e destaques. Essa abertura e conquista do Marcos Brito, atual presidente da Confederação Brasileira, é uma conquista de todo o boxe brasileiro e eu rogo para que ele consiga alcançar esse objetivo, porque o Brasil é muito forte e bom, o povo brasileiro em si, independente das dificuldades e problemas internos que nós temos aqui, é um povo muito inteligente, muito forte, logo a gente tem muito para contribuir e no boxe não é diferente.

Eu acredito que esse tipo de gestão, de política, só traz benefícios para a sociedade como um todo, em especial para a modalidade e para nós que trabalhamos e atuamos com o boxe brasileiro. Então é um motivo para todos nós comemorarmos, porque é uma medalha de ouro, não dentro de uma competição, mas dentro de algo muito grande que é a gestão e organização do boxe mundial.

Então eu estarei de todas as formas orando a Deus para que abençoe e proteja o presidente Marcos Brito nessa nova caminhada, que leve o máximo de sabedoria e força para enfrentar as dificuldades com inteligência e coragem, para poder beneficiar ainda mais o nosso trabalho, porque a gestão dele é vencedora e os números falam por si só. Então a gente tem que torcer a favor e não contra, eu estou do lado do Marcos e espero que a gente possa ver em breve mais brasileiros ocupando outros cargos de destaque, não só em cima do pódio, que é uma consequência, mas nos bastidores também, que é muito importante até mesmo para dar o melhor suporte e não dificultar a vida dos atletas e treinadores, porque os gestores são a 'pedra fundamental' dessa modalidade.”


Para mais informações, acesse o site oficial da World Boxing ou da Confederação Brasileira de Boxe, através dos links:

10 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page